BLOG CONFIAGRO

Chuva acima da média atrasa o plantio da safra de soja 2023/24

A instabilidade não tem dado trégua, principalmente desde o início da primavera, quando o fenômeno El Niño se tornou mais intenso. No país até agora cerca de 40% da área de soja foi semeada, o percentual é abaixo da média dos últimos 5 anos.

A intensidade e a frequência das chuvas interferem no andamento da estratégia de plantio, o que segundo a Emater/RS-Ascar, dificulta o planejamento dos produtores.
O cenário é decorrente dos efeitos do El Niño, cujos prognósticos indicam chuvas mais frequentes, volumosas e persistentes no último trimestre do ano, além de  tempestades, fortes rajadas e granizo, o que impacta diretamente nas culturas agrícolas

Os prognósticos, de acordo com o  Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), são de chuvas acima da média para região Sul do Brasil em novembro, principalmente para a região oeste do Rio Grande do Sul.
Conforme a Emater/RS-Ascar, a safra de soja 2023/2024 terá lavouras em 441 municípios, com estimativa de 6,74 milhões de hectares cultivados, aumento de 1,3% em comparação à safra anterior, e produtividade estimada em 3.327 kg/ha.

 

Fonte: Emater/RS-Ascar

Data: 03/11/2023

 

VEJA TAMBÉM

Rio grande do Sul quer investir em milho

Rio grande do Sul quer investir em milho

10/07/2020

Entrega de prêmios - Programa Soja Forte

Entrega de prêmios - Programa Soja Forte

16/09/2021

Parabéns, trabalhadores rurais!

Parabéns, trabalhadores rurais!

25/05/2023